Uma solução para a sua organização

Assédio Moral e Sexual:

Como prevenir e combater?

Ver Mais

Quem confia

Vamos falar de assédio?

Sua organização ainda não está combatendo o assédio?

Nós temos a solução!

Independentemente deste tema estar ou não na pauta do seu dia a dia, assédio moral ou sexual é um problema que merece a atenção de quem trabalha no serviço público. Combater e prevenir o assédio é prioritário nos dias de hoje, permitindo proteger a imagem da organização, garantir a saúde mental dos colaboradores e cumprir a lei.

Como é o Programa?

Etapas do Programa

A implantação do Programa dura, em média, 40 horas, ocorrendo em 6 etapas:

Diagnosticando

O IBÊ analisa os fluxos de trabalho e recolhe denúncias na sua organização

Adequando

Adequamos e ajustamos o processamento das informações

Agindo

Momento em que trabalhamos na melhoria da disposição espacial da organização e do seu regramento interno

Multiplicando

Capacitação dos agentes envolvidos na implantação do programa

Sensibilizando

Momento em que trabalhamos com a sensibilização das lideranças e funcionários sobre o tema

Disseminando

Elaboração de campanhas de comunicação interna e externa sobre o tema

Saiba quem se beneficia

Para quem é importante?

Sabe quem se beneficia com um programa do tipo? Vítimas de assédio, pessoas denunciadas injustamente e a organização como um todo.

Solicite uma reunião

Quem faz?

Este programa do IBEGESP é desenvolvido e coordenado por Mario Porto.

Psicólogo Clínico, professor universitário e servidor público estadual. Atualmente é coordenador do curso de pós-graduação Gerente de Cidades da FAAP, consultor de organizações públicas e privadas. Possui mestrado pela USP, MBA pela FIPE/CAFI e Especializações FGV e IAMSPE.

Sobre nós

Quem somos nós?

O IBEGESP atua em todo território nacional difundindo a sua missão: capacitar servidores de órgãos públicos e fomentar uma Gestão Pública mais inclusiva e inovadora.

Para tanto, valores como evidência, eficácia, inovação, ética, colaboração e humanização permeiam todas as atividades que desenvolvemos!

Alguma dúvida?

Veja as perguntas mais frequentes

Nós separamos as perguntas mais comuns relacionadas à solução. Confira ao lado!

Não! A solução consiste em um Programa que pode ser implantado nas organizações públicas, com a finalidade conscientizar lideranças, funcionários na prevenção e combate ao assédio.

Considerando que o foco do nosso Programa são as organizações públicas, caso você seja uma pessoa física, não será possível a contratação da solução. 

Mas se você for colaborador(a) de organizações públicas que queiram dar um basta no assédio e também preveni-lo, é só entrar em contato com o IBÊ solicitando um orçamento. Nossa equipe de relacionamento estará pronta para te atender e tirar as suas dúvidas! 😉

Sim! Para receber um orçamento, é só entrar em contato com a nossa equipe de relacionamento!

A implantação do Programa “Assédio Moral e Sexual: como prevenir e combater?”, a princípio, é destinada e visa sensibilizar e conscientizar todas as pessoas que integram a organização. 

A implantação do Programa dura, em média, 40 horas, ocorrendo em 6 etapas:

 

1 – Diagnóstico e análise de fluxos de trabalho e recolhimento de denúncias;

2 – Adequação e ajustes do processamento das informações;

3 – Melhoria da disposição espacial da organização e do regramento interno;

4 – Treinamento dos agentes envolvidos na implantação do programa;

5 – Sensibilização das lideranças e funcionários;

6 – Campanhas de comunicação interna e externa.

O Brasil ser um dos países com os piores índices de assédio moral e sexual no ambiente de trabalho. Uma pesquisa feita pelo LinkedIn e Think Eva em 2020 traz à tona uma triste realidade sobre o assédio:

 

  • 47% das mulheres já sofreram assédio sexual no trabalho;
  • 78,4% das mulheres assediadas não denunciam, pois o assunto é tabu nas empresas;
  • 47,3% dos profissionais já sofreram assédio moral;
  • 87,5% não denuncia por medo de perder o emprego.

 

Assim, fechar os olhos para a questão do assédio é fechar os olhos para o sofrimento das vítimas. Você consegue imaginar o quanto ser assediado no ambiente de trabalho pode impactar a vida de alguém? Confira a seguir os principais efeitos enfrentados por vítimas de assédio:

  1. Declínio da carreira;
  2. Distúrbios alimentares;
  3. Distúrbios do sono.

Por fim, vale destacar que além do apoio às vítimas, a realização de um debate sério e estruturado sobre o assédio nas organizações as previne de demandas judiciais, além de preservar a sua imagem perante seus funcionários e toda a sociedade.

O Programa é rápido de implementar, possui custo reduzido, aborda questões centrais nas relações humanas, além de ser necessário e contemporâneo.

Assédio é um comportamento que perturba alguém ou que leva a entender que tal perturbação ocorrerá.

Já o assédio sexual é qualquer palavra, ação, olhar ou gesto de cunho sexual que perturbe alguém.

Por fim, o assédio moral ocorre quando alguém sofre uma situação humilhante, seja essa causada por uma palavra, ação ou demanda que fira a dignidade humana da vítima.

Caso queira aprender um pouquinho sobre como combater o assédio moral e sexual em seu ambiente de trabalho antes que a sua organização contrate o Programa “Assédio moral e sexual: como prevenir e combater”, nós do IBÊ lançamos um minicurso EAD 100% gratuito com alguns tópicos sobre o tema. 

Para acessar, é só clicar aqui!

Como contribuímos?

Fale com a gente! 👋️

Estamos sempre à disposição para atender suas demandas. Fique à vontade para enviar sua dúvida ou comentário que entraremos prontamente em contato.